Transporte Terrestre


Semi-anel rodoviário de Itabuna (BA) tem 96% das obras concluídas

A restauração dos 7,2 quilômetros é do Governo do Estado que investe R$ 10 milhões

17/10/2020 10h22

Foto: Divulgação

Com 96% das obras concluídas, a restauração de 7,2 quilômetros do Semi-Anel Rodoviário de Itabuna, que liga a BR-101 até a BR-415, contribuirá para melhorar a mobilidade urbana e desafogar parte no tráfego, especialmente de veículos pesados, na área central da cidade do sul baiano. As obras estão sendo executadas pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) e o total investido pelo Governo da Bahia é de R$ 10 milhões.

O trecho, além de interligar duas das principais rodovias federais no Estado, também atende a moradores de bairros dos mais populosos de Itabuna, como Califórnia, Nova Califórnia e Fátima, além de grandes conjuntos habitacionais do Minha Casa Minha Vida, como Jardim América e Pedro Fontes I e II.

A intervenção trará benefícios não apenas para itabunenses, mas ainda para moradores de outras cidades como Ilhéus, Itacaré, Canavieiras, Itajuípe, Ubaitaba, Ipiaú, Coaraci. Pessoas oriundas de Vitória da Conquista e Itapetinga, em direção ao litoral sul, também usufruirão da obra.

Percurso mais rápido

O caminhoneiro Ângelo Leal Neto, que comercializa água mineral, ressalta que “essa obra ajudou bastante meu dia a dia e diminuiu o tempo de meu percurso; antes tinha que trafegar pela cidade, demorava tempo demais. Agora com esse asfalto novo consigo realizar minhas entregas sem me preocupar com a demora de chegar até os clientes”.

“Essa nova pavimentação vai provocar um deslocamento mais rápido e melhor o acesso entre a Rodovia BR 101 e a Rodovia Jorge Amado, principalmente para caminhões e ônibus de turismo. E também ficou melhor para quem trafega pelo centro de Itabuna, que terá menos veículos pesados circulando”, afirma o motorista profissional Gabriel Guedes.

“A gente estava evitando o semi-anel por causa dos buracos, mas a pavimentação está ficando de excelente qualidade, com uma ótima sinalização. O percurso ficará bem melhor e mais ágil para quem transporta cargas e não precisa passar pela área central de Itabuna”, destaca o também caminhoneiro Tiago Santos do Nascimento.